domingo, 27 de março de 2011

Arequipa / PE




O caminho de Nazca para Arequipa é até agora o mais belo, diferentes vegetações, muitas horas de viagem pela costa do imenso pacífico, muitas praias desertas e pequenas cidades costeiras. Vi daquele Ônibus um belo entardecer pacífico...

As areias finas cobriam a estrada asfaltada que seguíamos[FOTO], foi a parte mais interessante do trajeto, parecia que um imenso deserto acabava ali, a beira mar, e nós humanos intrusos tentando afastar as areias e passar, 20 min. após essa foto, já haviam guardas de transido, tratores e tudo mais a logo a frente, todos lutando contra a natureza e tentando abrir caminho para ônibus e carros...não sei de onde vieram pois pelo que via só havia areia e mar naquele lugar.

Em Arequipa pegamos um táxi na rodoviária e dissemos a frase se sempre: - Para la Plaza de Armas quanto vale?

e por 5 soles fomos a praça central da cidade, para lá encontrar um hostel bem localizado, já era tarde cerca de 1h da madrugada e precisávamos achar um lugar para dormir, pagamos 25 soles por "habitación" com baño e o melhor "agua caliente".


Na manhã seguinte decidimos procurar algo mais barato ainda, já que precisava economizar mais ainda depois de 
Nazca, e encontramos um por 20 soles e mudamos.
Fomos então conhecer a bela Arequipa e nos surpreendemos com a beleza da cidade, um das mais belas praça de armas que encontrei, nele encontramos restaurantes, agencias para os passeios, confeitaria - belos bolos, e o que mais fosse necessário.
El Misti 


Para conhecer a bela cidade de Arequipa fomos procurar um City Tur, já que a cidade era muito grande, precisávamos de direção pra conhecer os melhores lugares e deu certo, encontramos uma bela paisagem do vulcão EL MISTI [FOTO] que está em atividade, porém soltando apenas gases, com seus 5825m de altura. por apensa 35 soles conhecemos a cidade e aproveitamos para fechar com uma agencia (a mais barata dentre as 5 que fomos) o mais esperado de Arequipa o Vale del colca. 

No City Tur passamos por belas praças e igrejas coloniais belas, campos de plantação e parques com alpacas e llamas.

No dia seguinte seguimos para a cidadela de Chivay para pernoitar e seguir no outro dia cedo, muito cedo as 4:30am para o Canion del Colca, ver os condors no seu café da manhã.

os campos de cultivo da cidade de Arequipa
Alpaca

9 comentários:

  1. Fantástico esse lugar...e com os detalhes das descrições dá pra viajar junto com a narração...=D
    Dá vontade de viajar!!!
    Annie K.

    ResponderExcluir
  2. Esse é o Ícaro, incorporado Che Guevara.Ótimo blog cara. Deus abençoe!

    ResponderExcluir
  3. Só faltou a motocicleta. kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. hehe...Vou tirar a carteira...

    ResponderExcluir
  5. não é atoa que esse garoto vai ser um grande historiador.. lindos lugares Icoo.. que você ainda fassa muitas viagens como essa e que de igual modo nos leve com você a viajar pelas linhas de suas fantasticas experiencias.. Deus é bom.. e só Ele mesmo pra fazer maravilhas como essas.. lindos lugares...
    Dinamara Borges

    ResponderExcluir
  6. Grande Icaro!
    O nosso viajante e desbravador dos mistérios do fascinante Tawantinsuyu.
    Continue escrevendo. Quero mais histórias! rs
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Esse vale (campo de cultivo) de Arequipa é magnífico!
    Muito lindo e surreal!

    ResponderExcluir
  8. Sim, e é no meio da cidade, muito interessante, vc pode morar virado pra hortas em pleno centro urbano! mt legal!!

    ResponderExcluir
  9. Adorei este blog, pois irei ao Peru em julho. Muito bom seus relatos. Vc achou um dia suficiente para conhecer a cidade de Arequipa? Ainda estou com dúvidas no meu roteiro, por isso a pergunta!
    Parabéns pelo blog!!!

    ResponderExcluir

...e entrar para a história