domingo, 23 de maio de 2010

Aguas Calientes / PE (antes do Machu Picchu)





Chegamos em Aguas Calientes a noite, cerca de 8h da noite, havia na estação de trem um guia esperando por nós, e como eu havia dado meu nome a agente que reservou o hotel em aguas calientes para nós, o guia trazia uma placa com meu nome[FOTO], faltou um "h" no "Tharsis". Chegamos ao hotel e recebemos as instruções necessárias e um mapa para no dia seguinte subirmos o Machu Picchu. Devíamos acordar cedo e chegar ao ponto dos ônibus que levam as pessoas ao Machu Picchu o mais cedo possível, todos recebiam essa instrução, pela madrugada já havia muita gente a espera dos ônibus que só saiam às 6h. Acordamos então às 3:30h com a intenção de às 5h estarmos no ponto, nas ruas encontrávamos outros grupos com um pequeno mapa da cidade na mão também indo na mesma direção que nós, me deu a impressão que havia uma espécie de "cartel" entre os guias, eles devem criar os mapas e as instruções juntos, e cada um pega uma equipe de pessoas, parecia uma corrida para chegar primeiro ao ponto, chegamos então, e já havia umas 45 pessoas na nossa frente, isso era bom, éramos os primeiros.



Na fila[FOTO] tomamos nosso café da manhã na calçada e aguardamos até que os ônibus chegassem, eram micro-ônibus, subimos no 3° micro-ônibus[FOTO] rumo ao
Machu Picchu.

(click na imagem para ampliar)

quinta-feira, 20 de maio de 2010

City Tur e Vale Sagrado / PE - Fotos

Saqsayawman


Puka Pukara


Tambomachay



Pisaq


Ollantaytambo
                                                                  
(click nas imagens para ampliá-las) 

Puno - Cusco / PE

Chegando na fronteira uma longa fila nos esperava, para entrar no Peru. Primeiro entreguei meu cartão de vacinação, tirei xerox e fui direcionado aos "caixas de liberação", lá eles decidiam se podíamos entrar ou não no país. Um dos colegas de viagem ia com o coração na mão e a carteira de motorista, único documento que trazia, por incrível que pareça ele atravessou, conheceu 2 países e voltou pra casa antes de nós, com uma carteira de motorista e nada de cartão de vacinação.
A primeira cidade que entravamos era a cidade de Puno, só ficamos ali o tempo suficiente para pegarmos a liberação e trocarmos alguns dólares por Soles e seguimos então para Cusco em um bom ônibus.

Cusco é uma bela cidade colonial, muitas casas com varandas de madeira e belas igrejas bem ornamentadas[FOTO]. Uma cidade completamente  turística a mais visitada por pessoas de todo o mundo, Cusco foi a primeira capital dos espanhóis na pós-conquista e também a unica capital Inca da pré-conquista pelos espanhóis. É a cidade referencia para quem pretende subir o Machu Picchu, lá tudo era mais fácil de encontrar, boas hospedarias, bons lugares para comer, lavanderias, pagamos 25 S/ em um hostel com baño privado (calliente)  e desayuno chamado Ayllu Real, já ia esquecendo da TV  a cabo. A cidade tem pessoas com níveis sociais e financeiros detectáveis, belos carros e miniaturas de táxis, ricos e pobres, homens de paletós e mulheres gordas de vestidos coloridos (Chollas) deitadas na porta das igrejas.
Chegamos de manhã bem cedo do dia 28 de Dezembro em Cusco, passamos o dia descansando e arrumando a mochila, todo lugar que paramos rearrumamos as mochilas e o mais impressionante é que, sempre cabe mais e mais coisas, algumas ficam penduradas.

Obs: Nesse dia usei uma técnica que meu tio me ensinou, parecia que não havia água no banheiro, mas na verdade, era ar no cano, abri a torneira e o chuveiro e depois de uma série de barulhos, foi intensificando - se a quantidade de água até ficar normal.


















Dia 29 o City Tur por Cusco e redondezas, vimos os últimos vestígios deixados pela Civilização Inca e muito da arquitetura espanhola em lugares onde antes era arquitetura Inca, principal desses lugares foi o templo de Quoricancha.
Dia 30 fizemos o Vale Sagrado - Ruínas Pré-colombianas, todos os lugares povoados pela civilização Inca, e apesar de todas formarem um belo passeio, gostei em especial das ruínas de Ollantaytambo[FOTO], uma cidade maravilhosa montada em uma gigantesca montanha, foi o a ultima ruína que visitamos, passamos um dia inteiro no vale sagrado. De Ollantaytambo pegamos um trem a Águas Calientes, onde já havia um guia esperando por nós, o qual nos levaria ao hotel que dormiríamos para no dia seguinte subirmos o Machu Picchu.    
Ollantaytambo
Pisaq