segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Mil coisas em poucos dias

Desculpem-me todos por não estar postando como deveria, mas é muita informação em tão pouco tempo...


Viajamos 6 dias e temos historias suficientes para contar por 60 anos.


Muitos casos, muitas aventuras, que narrarei quando voltar ao Brasil...


Colocarei aqui algumas fotos de nosso percurso quando tiver tempo.

Fotos no Orkut: http://www.orkut.com/Main#AlbumList?uid=7352925389742845001
Estou em cusco agora.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Breve resumo


Viajar, sempre foi um sonho...
Em 2006, pela segunda vez voltei ao Rio, havia completado meus 18 anos e o desejo de viajar aumentava a cada sentimento de independência que surgia em mim.
Comprei um mapa-múndi onde pesquisava os lugares que precisava ir, precisava conhecer, mas não tinha idéia de como fazer aquilo só e de quanto precisava.
Por falta de capital, de emprego e de estrutura não pude realizar qualquer viagem, coloquei o mapa junto ao plano na gaveta.
Três anos se passara e numa mudança de semestre na faculdade de Historia que curso, surgiu assim o primeiro contato com o André Feital, um guevarista com tendências comportamentais revolucionarias, que me ajudou a conseguir um emprego na faculdade onde trabalhava e na diária convivência logo descobrimos o desejo em comum de fazer uma viagem onde não gastássemos muito, pois não havia dinheiro, e que fosse pela América, um lugar que sempre nos encantou, Feital me falou que a longo tempo desejava completar uma viagem que outrora começara, mas não concluíra e baseado em seu depoimento, somado a pesquisas on-line, iniciei a produção de um roteiro que incluísse as coisas mais importantes pra nós. Inicialmente um pequeno trajeto que nos permitisse ter contato com três paises, uma viagem que abrisse as portas para futuras viagens maiores.
Em meados do ano comecei a produção do roteiro, faltava mais de seis meses para execução da viagem, mas a ansiedade não permitiu que acomodasse e esperasse o tempo passar. A empolgação nos fazia contar a todos de nossa viagem e assim atrair alguns outros aventureiros admiradores e nossa América, o mais fiel de tais admiradores foi um Professor exótico, o Bello, que apesar de apresentar muita disposição e semblante jovial, surpreendia a todos com sua idade. Um homem que já viajou oitenta por cento dessa América que vamos começar agora a desbravar.
Em setembro foi a vez da Marina, uma antiga amiga que reencontrei por acaso, se é que o acaso existe, ela planejava fazer uma viagem semelhante no meio desse ano, 2009, com sua turma de medicina da faculdade, mas o terror para os estudantes de medicina assolou a América, a gripe suína. Sendo motivo para adiarem a viagem, a qual estava se previsão até então, sem exitar ela concordou em nos acompanhar, surgiram nesse meio tempo dezenas de pessoas que se animavam a acompanhar-nos, mas a verdadeira aventura exige algumas características que nem todos têm a capacidade de desenvolver.


A vacina 
Precisávamos tomar a vacina contra febre amarela, tínhamos o limite maximo dez dias antes da viagem, o Feital já havia tomado a dois anos atrás, a Marina adiantou-se e faltando 14 dias pra nossa aventura Bello e eu tomamos a vacina, o trabalho maior é trocar o cartão de vacinação branco pelo amarelo ( internacional). Descobrimos os horários e os postos de troca e seguimos na sexta o mais rápido possível pra fazer logo essa troca.
A Mochila

O nosso amigo Bello logo nos surpreende com seu entusiasmo ao preparar a mochila meses antes do inicio da viagem, quando pensei em tudo que tinha de comprar lá estava ele com tudo pronto, a primeira medida que tomei foi providenciar a mochila de ataque, aquela que vai dar a assistência nas cidades, depois juntos, providenciamos capa de chuva, maquina fotográfica, roupas de viagem cadernos de anotações, sapatos apropriados, etc...